Claro Transportes

Menu

Televendas / Cotação

Demais Assuntos

Televendas / Cotação

Demais Assuntos

5 Indicadores de Desempenho (KPIs) para acompanhar na logística

No mundo dinâmico da logística, há grande notoriedade em tomar decisões informadas e estratégicas. Afinal, cada remessa, entrega ou movimento de estoque conta. É aqui que os Indicadores de Desempenho (KPIs) entram em cena. 

Essas métricas oferecem uma visão aprofundada das operações de uma empresa, sendo extremamente valiosas no segmento da logística. Uma vez que otimizam processos, reduzem custos e, em última análise, satisfazem os clientes. 

Assim, neste artigo, iremos explorar:

  • O que são Indicadores de Desempenho (KPIs);
  • Por que eles são vitais para o sucesso da logística;
  • Cinco exemplos que podem fazer a diferença no seu negócio.

O que são Indicadores de Desempenho (KPIs)?

Antes de você conhecer as dicas que trouxemos, em primeiro lugar, vamos entender um pouco mais sobre essa métrica altamente importante. 

Os Indicadores de Desempenho, conhecidos como KPIs (Key Performance Indicators), acompanham e avaliam o desempenho de uma empresa em relação aos seus objetivos e metas. 

Na logística, esse indicador-chave desempenha um papel fundamental, pois permite um controle mais preciso, gestão eficiente de todos os processos envolvidos, dentre outras vantagens, que destacaremos adiante.

A importância dos Indicadores de Desempenho (KPIs) na logística

Como vimos anteriormente, para um pleno funcionamento, as organizações precisam ter informações claras e atualizadas sobre seu desempenho. Nesse sentido, os Indicadores de Desempenho aparecem como um grande aliado, proporcionando:

Visibilidade e rastreabilidade

Os KPIs fornecem uma visão abrangente do estado da logística da sua empresa. Eles ajudam a identificar gargalos e áreas de melhoria em tempo real. Mas o que isso significa?

Com KPIs eficazes, é possível rastrear o fluxo de produtos, desde o recebimento até a entrega, e entender exatamente onde, quando e por que ocorrem atrasos ou problemas.

Tomada de decisões baseada em dados

Por meio de Indicadores de Desempenho sólidos, os gerentes logísticos tomam decisões mais informadas, isto é, baseadas em dados e não em suposições. Em outras palavras, eles conseguem priorizar entregas, otimizar rotas e alocar recursos de maneira eficaz. Vejamos um exemplo.

À medida que monitora o tempo médio de entrega, você pode ajustar os trajetos para evitar áreas congestionadas ou alocar mais recursos para locais com maior demanda. Isso não apenas economiza tempo e dinheiro, como também aumenta a satisfação do cliente.

Melhoria contínua

Além da visão abrangente e tomada de decisões embasadas, analisar recorrentemente os KPIs auxilia empresas a identificarem tendências e implementarem melhorias progressivas. Consequentemente, os processos logísticos se tornam mais eficientes, enquanto a economia, significativa.

Outra vantagem que os Indicadores de Desempenho proporcionam diz respeito aos stakeholders. Isso porque as métricas reconhecem parceiros que não atendem às expectativas e precisam, portanto, ser substituídos.

Veja também:

Agora, vamos examinar alguns KPIs cruciais para a logística.

5 Indicadores de Desempenho que você deve acompanhar

Vale destacar que os exemplos dispostos abaixo são mais do que Indicadores de Desempenho; eles são o que faltava para guiar suas operações logísticas em direção ao sucesso.

1. Taxa de Entrega Pontual (On Time Delivery – OTD)

Esse indicador mede a porcentagem de entregas que são feitas no prazo acordado. Acompanhar o OTD garante que os consumidores recebam seus produtos no tempo esperado, o que é vital para a satisfação do cliente

Ele também está diretamente ligado à eficiência operacional. Afinal, por meio do monitoramento desse KPI, é possível visualizar áreas problemáticas, como rotas de entrega que frequentemente têm atrasos, e tomar medidas a fim de otimizá-las.

2. Custo de Logística

Trata-se de um indicador de desempenho que mede a eficiência dos processos logísticos em relação ao volume de vendas. Examiná-lo possibilita mensurar onde os custos podem ser reduzidos e a eficiência, aumentada. 

Fora isso, uma análise mais profunda dessa métrica pode revelar oportunidades de economia de custos, dentre elas, a otimização de rotas de entrega, negociação de melhores contratos com transportadoras ou ajustes nos níveis de estoque.

3. Tempo Médio de Processamento de Pedidos

Esse KPI estuda o tempo necessário para processar um pedido, desde quando ele é recebido até seu momento de envio (quanto mais curto o ciclo, melhor). Isso acelera o atendimento ao consumidor e atesta que os produtos estejam acessíveis quando preciso.

Além de impulsionar a satisfação do cliente, um tempo de processamento mais curto permite que sua empresa atenda a demandas maiores com os mesmos recursos.

4. Índice de Precisão de Estoque

A precisão de estoque é fundamental para evitar erros de envio, perdas e custos extras, sobretudo em empresas com alta variedade de itens. Nesse sentido, o quarto indicador que trouxemos acompanha a diferença entre o estoque teórico e o estoque real

Nos casos em que o índice de precisão de estoque é baixo, alguns produtos podem não estar disponíveis quando necessários, resultando em atrasos nas entregas e insatisfação do cliente. E como corrigir esse número? Investindo em melhores práticas de controle, revisões periódicas e sistemas de gerenciamento avançados.

5. Taxa de Retorno de Mercadorias (Return Merchandise Authorization – RMA)

A taxa de RMA calcula o número de produtos que foram devolvidos em relação ao número de produtos enviados. Aplicá-la ajuda a entender as razões por trás das devoluções e fazer com que você tome certas iniciativas. 

Caso as taxas de devolução sejam excessivas, por exemplo, é possível adotar medidas corretivas: desde revisar a qualidade do produto ou fornecedor de embalagens até a seleção de transportadoras.

Leia também:

Monitorar os Indicadores de Desempenho é um diferencial competitivo

Os KPIs são, em resumo, fundamentais na logística das empresas, visto que fornecem visibilidade, rastreabilidade e dados conceituados para operações eficazes. 

Monitorar esses indicadores não é somente uma prática recomendada, mas uma necessidade, à medida que as empresas buscam melhorar a qualidade de seus serviços e permanecer competitivas no mercado.

Portanto, ao implementar KPIs relevantes e avaliar seu desempenho, as organizações são capazes de detectar áreas de melhoria, reduzir custos, impulsionar a eficiência operacional e, não menos importante, aumentar a satisfação do consumidor.

Mais do que acompanhar os KPIs, você precisa do parceiro certo

Enfim, na CTL, compreendemos a relevância dos Indicadores de Desempenho para gerar um serviço de excelência. Dessa forma, em nossa empresa, eles oferecem visibilidade, eficiência e confiabilidade, tudo isso respaldado por anos de experiência no setor.

Então, se você procura uma parceria sólida para atender às suas necessidades de transporte, clique e fale conosco agora mesmo!

Compartilhar:

LinkedIn
Facebook